Times Multidisciplinares Integrados - Câncer de Intestino e Reto - Colorretal

Times Multidisciplinares Integrados
home · Times Multidisciplinares Integrados · Câncer de Intestino e Reto - Colorretal

Centro de Oncologia: (11) 3549-1364 / (11) 3549-1365

Tratamento de câncer de intestino e reto – colorretal

O câncer de intestino grosso (cólon) e reto – colorretal – é muito comum, com mais de 34.000 casos novos diagnosticados por ano no Brasil. Quando diagnosticado precocemente, e tratado adequadamente, as chances de cura são muito elevadas, ultrapassando 90%. A equipe de especialistas em câncer colorretal do Centro de Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz é reconhecida como referência no Brasil, e o nosso Time Multidisciplinar Integrado (TMDI) é responsável pelo diagnóstico preciso e o manejo dos pacientes com câncer de intestino grosso (cólon) e reto.

O câncer de intestino grosso e reto – colorretal – se desenvolve lentamente, durante muitos anos, passando de uma lesão incialmente benigna que sofre transformação para câncer. Desta forma, ele apresenta uma oportunidade ímpar para sua detecção ainda em fase pré-maligna, ou de câncer precoce, altamente curável. Por isso o programa de screening e detecção precoce do Centro de Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, associada a colonoscopia e retirada de lesões suspeitas e de pólipos pode oferecer a chance de evitar tumores mais agressivos e mais extensos.

Screening – detecção precoce pode ser realizada por:

  • Pesquisa de sangue oculto nas fezes.
  • Colonoscopia.

O Time Multidisciplinar Integrado do Centro de Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz estabeleceu um projeto completo para o manejo de pacientes com suspeita ou confirmação de câncer, da detecção precoce, ao diagnóstico e tratamento definitivo. Estão continuamente envolvidos especialistas em colonoscopia, cirurgia, radiologia, patologia, radioterapia, quimioterapia, tratamentos alvo, imunoterapia, entre outros.

Uma atenção especial é dedicada ao grupo de pacientes que apresentam síndromes genéticas hereditárias que aumentam o risco do próprio paciente, ou de seus familiares, em desenvolver novos tumores malignos, com orientação específica e aconselhamento para cada paciente dependendo de suas características genéticas e quadro clínico.

Angelita Habr-Gama

Angelita Habr-Gama

Especialidades
  • Coloproctologia.
Faculdade de graduação
  • Faculdade de Medicina da USP - 1957.
Residências
  • Clínica Cirúrgica - Faculdade de Medicina da USP - 1958 - 1960.
Pós-Graduação
  • Doutor em Medicina - Faculdade de Medicina da USP - 1966.
  • Livre-docência - Faculdade de Medicina da USP - 1972.
Fellowships
  • St. Mark’s Hospital - 1961 - Londres.
Áreas de foco científico
  • Câncer colorretal.
  • Preservação esfincteriana.
  • Tratamento Neoadjuvante para Câncer de Reto.
Publicações e participações em eventos
  • Publicações científicas nacionais e internacionais: 321.
  • Livros e/ou capítulos editados nacionais e internacionais: 15.
  • Palestras no Brasil e no Exterior: 2600.
Outros destaques
  • Membro Honorário da centenária sociedade científica American Surgical Association e a primeira mulher a receber este título.
  • Membro Honorário do American College of Surgeons.
  • Membro Honorário da European Surgical Association.
  • Membro Honorário da Italian Surgical Association.
  • Membro Honorário da American Society of Colon and Rectal Surgeons.
  • Membro Honorário do Royal College of Surgeons of England, a mais antiga sociedade científica de cirurgia, fundada em 1540.
  • Membro Honorário do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro Honorário da American Society for Radiation Oncology (ASTRO).
  • Membro Honorário da ESCP European Society for Coloproctology, título a ser recebido em Milão em setembro de 2016.
  • É Membro Honorário também de várias s Sociedades de Coloproctologia do Brasil, Chile, Paraguai e Equador, da Associação Argentina de Cirurgia e da Academia Nacional de Medicina da Argentina e da Associação Latinoamericana de Coloproctologia.
  • Professora visitante convidada para participar do programa conjunto das Universidades de Harvard e Johns Hopkins, nos Estados Unidos, no programa anual oferecido aos residentes e professores de cirurgia de ambas as Instituições, visando a interação com renomados cirurgiões do mundo.
Currículo Completo
Fábio Guilherme C. M. de Campos

Fábio Guilherme C. M. de Campos

Especialidades
  • Coloproctologia.
Faculdade de graduação
  • Faculdade de Medicina da USP - 1983.
Residências
  • Cirurgia Geral - HC-FMUSP - 1985.
  • Cirurgia Digestiva - HC-FMUSP - 1987.
Pós-Graduação
  • Mestrado - FMUSP - 1992.
  • Doutorado - FMUSP - 1999.
  • Livre-Docência - FMUSP - 1996.
Fellowship ou Especialização
  • Departamento de Coloproctologia – Cleveland Clinic - 1992.
Áreas de foco assistencial
  • Videolaparoscopia.
Áreas de foco científico
  • Câncer do intestino.
  • Câncer colorretal hereditário.
  • Vídeo-cirurgia.
Outros destaques
  • Prêmio Jabuti pelo Livro Tratado de Coloproctologia 2013.
Currículo Completo