Boletim do Câncer

Boletim do Câncer
home · Notícias Sobre o Câncer · Beber durante as refeições faz mal? Compare efeitos de cada bebida

Beber durante as refeições faz mal? Compare efeitos de cada bebida

Uma dúvida bastante frequente para quem busca ter hábitos saudáveis é se ingerir líquidos durante as refeições pode fazer mal. Não existem evidências científicas que relatem se esse hábito realmente causa algum dano à saúde. Mas, o tipo de bebida e a quantidade ingerida desses líquidos podem atrapalhar a digestão e a sensação de saciedade, aumentando o consumo de alimentos.

“O líquido dilui os sucos gástricos e enzimas responsáveis pela digestão correta dos alimentos. Portanto, sintomas como indigestão, distensão abdominal e queimação podem ocorrer quando optamos por beber durante as refeições”, afirma Ariane Gabriel, nutricionista da Santa Casa de São José dos Campos (SP).

O excesso de líquido no estômago, junto com o alimento mal digerido, também causa um retardo na passagem do alimento do estômago para o intestino, o que dá a sensação de estômago cheio, além de arrotos e flatulência.

Outro problema relatado pelos especialistas consultados pelo VivaBem é que esse costume atrapalha a percepção de fome e saciedade. Além disso, é bastante frequente a escolha de bebidas com calorias vazias e ricas em açúcar e até bebidas gaseificadas. O consumo desses tipos de líquidos eleva o aporte calórico das refeições, o que acaba sendo prejudicial à saúde, uma vez que favorece o desenvolvimento da obesidade e doenças como diabetes.

Por fim, ainda há uma possibilidade de a digestão dos nutrientes não ser completa. Afinal, ao ingerir mais do que um copo médio de 200 ml, o líquido torna o alimento em uma pasta inteira que é empurrada para o estômago, e o ideal é que os itens fossem triturados em partículas menores pelos dentes. Isso aumenta o trabalho gástrico e prejudica a capacidade de absorver vitaminas e minerais.

Por isso, o ideal é ingerir os líquidos entre os intervalos das refeições. Mas, se você é o tipo de pessoa que não dispensa beber durante o almoço ou jantar, limite o consumo de líquidos a 200 ml e evite esse hábito sempre que possível. A seguir, compare algumas bebidas que costumam acompanhar as refeições antes de fazer a sua escolha.

Água

Algumas pessoas, principalmente quem apresenta pouca salivação, relatam dificuldade em fazer as refeições sem um pouco de líquido. Nesses casos, consumir uma quantidade pequena de água pode fazer bem. Mas, em excesso, a água promove a diluição dos sucos gástricos e enzimas responsáveis pela digestão correta dos alimentos. Por isso, beba pouca água durante a refeição e mastigue mais os alimentos, pois isso ajuda a aumentar a salivação.

Sucos naturais

É possível também optar por sucos naturais sem adição de açúcar. Vale escolher opções digestivas e ricas em vitamina C como de abacaxi com hortelã, laranja com gengibre e acerola com maracujá. Sucos de frutas ricas em água como melão, melancia e mexerica também são indicados.

Para quem não tiver muito tempo, a dica é investir em polpas de frutas congeladas. Isso porque elas são compostas apenas pela fruta e água e isentas de açúcar e conservantes. O ideal é optar pela bebida zero ou com a adição de adoçantes naturais.

“Vale lembrar que ao prepararmos um suco utilizamos grande quantidade de frutas, aumentando assim seu valor calórico e impactando a glicemia. E durante esse processo também se perde parte das fibras”, explica Thais Sarian, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Sucos de caixinha

Apesar de práticos, a maioria dos sucos industrializados presentes no mercado possuem em sua composição uma quantidade elevada de açúcar e aditivos químicos, responsáveis pela sua conservação. Além disso, alguns possuem quase nada de fruta.

“Além da alta concentração de açúcar ser prejudicial à saúde, sabe-se que os aditivos são, muitas vezes, associados com alergias alimentares e processos inflamatórios. Por isso, é desaconselhável o consumo frequente desses sucos”, relata Gabriel.

Mas, se for comprar esse item, não se esqueça de olhar o rótulo, verificando qual é a porcentagem de suco (polpa da fruta). Fique longe daqueles onde o açúcar está no topo da lista dos ingredientes.

Refrigerantes

O ideal é evitar o consumo de refrigerantes em qualquer momento do dia. Isso porque essas bebidas possuem alta concentração de açúcar. E por terem valor calórico elevado não trazem benefícios à saúde, prejudicam a digestão e o apetite, além de aumentar o aparecimento de sintomas como refluxo, azia, úlceras e distensão abdominal. Além disso, promove aumento de peso e riscos de doenças como diabetes.

Equipes Médicas

Agende uma consulta

Agende a sua consulta ou exame com nossos times multidisciplinares integrados pelos telefones:
(11) 3549-0665

AGENDE SUA CONSULTA